Recomendações Importantes

Recomendações Importantes

RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES

1. Recepção da muda: Retirá-la da embalagem de envio com muito cuidado. E abrir de imediato os lacres e fitas de proteção do saquinho. Se necessário irrigá-la. Deixe-a descansar à meia sombra por 72 horas, no mínimo. Após este período poderá plantá-la em definitivo.

2. Preparo do solo: Em qualquer tipo de solo deve-se incorporar 15 % de esterco de gado ou 5% de esterco de aves, bem curtidos; 100 gramas de adubo Yoorin Master e 100 gramas de adubo Yoorin H Master; 200 gramas de calcário Calcitico; de 50 a 80 gramas de Torta de Neem (ou outro nematicida a disposição). Para evitar compactação do solo e facilitar a drenagem deve-se incorporar também 25% de substrato com fibra de coco e vermiculita; ou mesmo carvão vegetal (de churrasqueira) triturado.

As medidas da “cova” ou o tamanho do vaso deve ser compatível com a espécie (quanto maior melhor). Mínimo de 40 cm diâmetro x 50 cm profundidade. No plantio em vasos deve-se criar no fundo do mesmo um “sistema de drenagem”. Pode ser feito com carvão, argila expandida ou pedras. Para evitar que as raízes fechem o dreno futuramente envolva-os num pedaço de tela de nylon, sombrite ou manta de bidim. 

A preparação da “cova” para o plantio deve ser feita de 15 a 30 dias de antecedência para evitar toxidade em excesso dos insumos utilizados. Caso não seja possível fazê-la com antecedência deve-se irrigar a muda a cada 2 ou 3 dias durante 15 dias, sem no entanto encharcá-la. Esta ação irá ajudar a neutralizar os excessos de toxidade dos insumos.  

3. Plantio, Tutores e Regas: Cuidado para não abalar as raízes. Para a fixação da muda no solo compactar suavemente apenas as bordas (longe das raízes). Em caso de mudas de “raiz nua” ou mudas de “alporquia” deve-se plantá-las apenas com água e sem provocar compactação. Toda planta nova necessita de 1, 2 ou 3 tutores (estacas) para proteção e evitar vibrações com a ação do vento. Pode ser de bambu, ou material atóxico. Cuidado para não enterrar o colo da planta na hora do plantio. O “colo” é a área de transição entre o sistema radicular e a copa. Caso isto aconteça à planta pode morrer ou mudar a sua estrutura de formação e frutificação. Regas: Irrigar sem encharcar. No período de dormência irrigar bem menos. Tomar cuidado para não fazer irrigações com água cloradas ou com produtos químicos.

4. Tratos culturais: Fazer adubações procurando equilibrar as exigências de macro e micro nutrientes necessários a cada cultura. Adubações bem equilibradas podem ser feitas com os produtos da empresa Yoorin - H Master (4-12-8 + micronutrientes) e Yoorin Master (17,5% P (fósforo + micronutrientes + termofosfato) em quantidades equilibradas de 100 a 150 gramas de cada um, em intervalos de 120 a 180 dias. Para mais informações sobre tratos culturais e proteções orgânicas procure no Google por “Manuais de Práticas Agroecológicas da Emater (em PDF)” É excelente.

5. Proteção: Para colher frutos de qualidade faça pulverizações periódicas com produtos orgânicos ou químicos para afastar insetos indesejados - consulte um agrônomo local para indicação dos produtos.

6. Colheita de frutos: Realizar a colheita utilizando sempre “tesoura” de poda sem provocar a quebra de galhos e ponteiros.

7. Podas: Toda frutífera precisa de podas (exceção à bananeira e coqueiro) para desenvolver-se melhor e mais forte. Procure orientação para realizar podas de: Formação, Ornamentação, Limpeza, de Tração e de Frutificação. Deve-se podar o ponteiro (ou ramo líder) na altura desejada, em geral na altura que facilite os tratos culturais.

8. Quando podar as frutíferas? Como regra geral as que caem as folhas no inverno (caducifólias) podá-las somente nos períodos de inverno. As que não caem folhas no inverno (perenifólias) em qualquer época do ano. Proteger os ferimentos com produtos recomendados por agrônomos e técnicos.

Todos os direitos reservados: www.mudasdefrutíferas.com.br 

NÃO REALIZAMOS ORÇAMENTO POR ESTE FORMULARIO!