Pêssego BRS Mandinho Embrapa

Novidades

Pêssego BRS Mandinho Embrapa

Preço: R$ 80,00
Fabricante:  Próprio
Modelo:  Ref000
Disponibilidade:  Em Estoque


PÊSSEGO BRS MANDINHO - As pesquisas da Embrapa com esta fruta já têm 20 anos. Até agora os pêssegos do tipo platicarpa (chato ou bolachinha), que abastecem o varejo local, chegam principalmente da Europa e Estados Unidos - países com inverno rigoroso. 
Em anos de estudo, os pesquisadores conseguiram chegar a uma variedade que se adapta muito bem ao clima quente da região sudeste do Brasil. A aposta da Embrapa é que a fruta com tamanho e formato diferenciados conquiste o mercado mais sofisticado. 
 Esta variedade desenvolvida pela Embrapa é adaptada para frutificar em regiões quentes do país. O seu plantio ainda é raro visto que o desenvolvimento de mudas é muito controlado pela própria Embrapa e restrito a poucos viveiristas. 
As plantas se adaptam melhor aos terrenos profundos e bem drenados, não tolerando solos superficiais ou baixadas úmidas. São árvores mais resistentes às doenças e pragas. 
Para se obter sucesso na produção deve-se conduzir podas de formação, de limpeza  e  produção durante o outono e inverno. A poda é uma operação muito importante promove o controle da altura da planta, e propicia um crescimento equilibrado de novos ramos e de gemas floríferas, distribuindo melhor a copa, proporcionando frutos de melhor qualidade e de tamanhos maiores.
A poda de formação tem por finalidade constituir o esqueleto básico da planta, capaz de suportar pesadas cargas. A muda é plantada de haste única e, no primeiro ano, deixa-se desenvolver 3 ou 4 pernadas, radialmente dispostas no tronco, distantes entre si de 15 a 25 cm, acima do enxerto e a partir de 50 cm do solo; todos os demais ramos devem ser eliminados rente ao tronco. 
Durante o outono, iniciar as podas. As “pernadas” devem ser encurtadas, a fim de permitir a emissão de ramificações vigorosas após o período hibernal no inverno. Nos anos seguintes, prosseguem as podas de encurtamento e raleio de ramos; para se formar uma boa copa da planta; e repete-se as podas de outono para que haja uma boa frutificação no ano seguinte nestes novos ramos de brotação.  Os melhores frutos se originam na brotação das gemas terminais dos ramos do ano anterior. 
Na poda de limpeza, deve-se eliminar os ramos supérfluos, mal situados, doentes e secos.
Observação: O pessegueiro BRS Mandinho é uma cultivar de domínio da Embrapa.

Dados
Tipo Enxertia
Tamanho 80 cm

Produtos Relacionados

Mais Vendidos

NÃO REALIZAMOS ORÇAMENTO POR ESTE FORMULARIO!